202021.09
0

Grupo de pacientes denuncia médico por abuso sexual em SP

Vítimas afirmaram que foram violentadas dentro do consultório do nutrólogo Abib Maldaun Neto. Em nota, o médico disse que jamais praticou qualquer ato imoral ou ilegal contra qualquer paciente ou cidadão.

G1

20/09/2020


Um grupo de pacientes denunciou um médico por abuso sexual em São Paulo. As vítimas afirmaram que foram violentadas dentro do consultório do nutrólogo Abib Maldaun Neto. A GloboNews conversou com cinco mulheres que relataram como os ataques aconteceram. Elas pediram para não serem identificadas.

Os relatos são de mulheres que procuraram o nutrólogo nos últimos anos para emagrecer. Elas não se conhecem, mas têm algo em comum: dizem que foram atendidas pelo mesmo médico e que, sem a presença de uma enfermeira, foram abusadas sexualmente durante a consulta.

Pelo menos quatro pacientes também já acionaram o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) para pedir que a licença do médico seja cassada. A primeira denúncia foi feita há oito anos. O caso chegou a ser arquivado, mas um novo relato, dois anos depois, fez com que a investigação fosse reaberta.

Em nota, Abib Maldaun Neto afirmou que mantém a consciência tranquila, pois em décadas arduamente dedicadas à medicina jamais praticou qualquer ato imoral ou ilegal contra qualquer paciente ou cidadão e que sempre colaborou com o processo, comparecendo em todos os atos e se colocando à disposição da Justiça.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina de São Paulo informou que os processos ético-profissionais em andamento tramitam sob sigilo determinado por lei. Reforçou ainda que até o trânsito em julgado, o registro permanece ativo. Após o julgamento e constatada a culpa, o Cremesp pode aplicar penalidades. Por fim, o conselho informou que um médico pode responder a mais de um processo ético-profissional pelo mesmo assunto.